fbpx

Tratamento químico e físico de piscinas

Saiba a importância do tratamento químico e físico de piscinas

handling-pool-chemicals

Tradicionalmente, a manutenção de piscinas é dividida em tratamento químico e tratamento físico. Apesar destes dois processos muitas vezes se sobreporem, podemos trata-los separadamente afim facilitar o entendimento das técnicas utilizadas na manutenção de água de piscinas.

O tratamento químico

O tratamento químico compreende na aplicação de produtos para a correção dos parâmetros físico-químicos da água, em especial, o pH, alcalinidade total e o cloro residual. Outros parâmetros de qualidade de água são a dureza (quantidade de sais dissolvidos), a concentração de ácido cianúrico (estabilizante de cloro), bem como a transparência da água.

Entre os produtos rotineiramente utilizados na manutenção de piscinas, o cloro pode ser considerado como o principal. Sua função é sanitizar a água, ou seja, eliminar os organismos vivos prejudiciais à saúde dos banhistas, tais como: vírus, bactérias, protozoários e algas.

Outros produtos

No entanto, não há como se “limpar” corretamente uma piscina aplicando-se apenas o cloro. Existem outros produtos químicos com funções adicionais a sua ação:

  • Algicida (eliminador de algas);
  • Bicarbonato de sódio (estabilizador de pH);
  • Carbonato de sódio ou barrilha (elevador de pH);
  • Ácido clorídrico ou o bissulfato de sódio (redutor de pH);
  • Policloreto de alumínio (clarificante e auxiliar de filtração);
  • Sulfato de alumínio em pó (decantador).

O tratamento físico

Já o tratamento físico de piscinas consiste na retirada de substâncias não dissolvidas da água por meio de processos físicos. O tratamento físico é subdivido em dois: o mecânico e o manual. O tratamento físico manual consiste nos processos de peneiração das sujidades grosseiras depositadas na piscina, da escovação de paredes e do fundo da piscina com a utilização da escova, bem como da limpeza das bordas da piscina com o uso esponja e detergente específico.

Boa parte das sujidades de uma piscina possuem partículas tão pequenas que não podem ser captadas por meio dos processos manuais. Daí a importação do processo de limpeza físico mecânico conhecido como filtração. Processo que deve ser realizado diariamente por cerca de 6 horas. No entanto, algumas partículas de sujeira se sedimentam no fundo da piscina antes de serem captadas pelo filtro. Para que esta fração de sujidade seja removida, é necessário executar o processo de limpeza físico chamado de aspiração.

O processo de aspiração consiste em acoplar uma mangueira a um aspirador (também chamado de carrinho) que conectado a uma haste metálica permite que o tratador da piscina direcione o fluxo de aspiração nos locais onde as sujidades estão acumuladas. Porém, tanto para a aspiração do fundo da piscina ser executada como para a filtração da coluna d`água, é necessário que haja um fluxo de água do tanque da piscina (ou da piscina propriamente dita) até o seu filtro instalado na casa de máquinas. O equipamento que realiza o fluxo forçado de água do tanque, passando pela tubulação até chegar ao filtro é denominado de motobomba, bomba ou simplesmente motor — todos sinônimos. Por isso, estes dois processos estão subdivididos como processos mecânicos de limpeza física.

A importância dos equipamentos

Para se entender melhor a importância dos equipamentos de bombeamento e filtração, em uma piscina que não haja motobomba e filtro com correto funcionamento, mesmo que se aplique todos os produtos químicos necessários para se manter a água sanitizada, toda a sujeira não retirada com a peneira ou oxidada pelo cloro irá decantar e se acumular no fundo da piscina. Desta forma, se depositarão dejetos orgânicos e inorgânicos no fundo da piscina dando um aspecto ruim e favorecendo o desenvolvimento de algas e outros organismos patogênicos (causadores de doenças) por meio do fornecimento de nutrientes e alimentos a esses seres vivos.

IMG_7465295

piscina-facil-manutencao-limpeza-piscina-coletiva3

Um tratamento ideal e equilibrado

Por fim, devemos entender que para se ter uma piscina saudável e com água cristalina, além de se possuir um conjunto de bomba e filtro com funcionamento adequado, todos os processos de limpeza física e química devem estar sendo realizados de forma correta e frequente. A limpeza física não pode ser substituída pela aplicação exagerada de produtos químicos, porém, um correto tratamento físico minimiza a aplicação de produtos químicos – sobretudo o cloro – ainda que jamais eliminará sua aplicação por completo.

Logo-footer

Fone: 0800 646 2012

E-mail: contato@piscinafacil.com.br

© Piscina Fácil 2018. Todos os direitos reservados.