Tratamento químico e físico de piscinas

Saiba a importância do tratamento químico e físico de piscinas

handling-pool-chemicals

Tradicionalmente, a manutenção de piscinas é dividida em tratamento químico e tratamento físico. Apesar destes dois processos muitas vezes se sobreporem, podemos trata-los separadamente afim facilitar o entendimento das técnicas utilizadas na manutenção de água de piscinas.

O tratamento químico

O tratamento químico compreende na aplicação de produtos para a correção dos parâmetros físico-químicos da água, em especial, o pH, alcalinidade total e o cloro residual. Outros parâmetros de qualidade de água são a dureza (quantidade de sais dissolvidos), a concentração de ácido cianúrico (estabilizante de cloro), bem como a transparência da água.

Entre os produtos rotineiramente utilizados na manutenção de piscinas, o cloro pode ser considerado como o principal. Sua função é sanitizar a água, ou seja, eliminar os organismos vivos prejudiciais à saúde dos banhistas, tais como: vírus, bactérias, protozoários e algas.

Outros produtos

No entanto, não há como se “limpar” corretamente uma piscina aplicando-se apenas o cloro. Existem outros produtos químicos com funções adicionais a sua ação:

  • Algicida (eliminador de algas);
  • Bicarbonato de sódio (estabilizador de pH);
  • Carbonato de sódio ou barrilha (elevador de pH);
  • Ácido clorídrico ou o bissulfato de sódio (redutor de pH);
  • Policloreto de alumínio (clarificante e auxiliar de filtração);
  • Sulfato de alumínio em pó (decantador).

O tratamento físico

Já o tratamento físico de piscinas consiste na retirada de substâncias não dissolvidas da água por meio de processos físicos. O tratamento físico é subdivido em dois: o mecânico e o manual. O tratamento físico manual consiste nos processos de peneiração das sujidades grosseiras depositadas na piscina, da escovação de paredes e do fundo da piscina com a utilização da escova, bem como da limpeza das bordas da piscina com o uso esponja e detergente específico.

Boa parte das sujidades de uma piscina possuem partículas tão pequenas que não podem ser captadas por meio dos processos manuais. Daí a importação do processo de limpeza físico mecânico conhecido como filtração. Processo que deve ser realizado diariamente por cerca de 6 horas. No entanto, algumas partículas de sujeira se sedimentam no fundo da piscina antes de serem captadas pelo filtro. Para que esta fração de sujidade seja removida, é necessário executar o processo de limpeza físico chamado de aspiração.

O processo de aspiração consiste em acoplar uma mangueira a um aspirador (também chamado de carrinho) que conectado a uma haste metálica permite que o tratador da piscina direcione o fluxo de aspiração nos locais onde as sujidades estão acumuladas. Porém, tanto para a aspiração do fundo da piscina ser executada como para a filtração da coluna d`água, é necessário que haja um fluxo de água do tanque da piscina (ou da piscina propriamente dita) até o seu filtro instalado na casa de máquinas. O equipamento que realiza o fluxo forçado de água do tanque, passando pela tubulação até chegar ao filtro é denominado de motobomba, bomba ou simplesmente motor – todos sinônimos. Por isso, estes dois processos estão subdivididos como processos mecânicos de limpeza física.

A importância dos equipamentos

Para se entender melhor a importância dos equipamentos de bombeamento e filtração, em uma piscina que não haja motobomba e filtro com correto funcionamento, mesmo que se aplique todos os produtos químicos necessários para se manter a água sanitizada, toda a sujeira não retirada com a peneira ou oxidada pelo cloro irá decantar e se acumular no fundo da piscina. Desta forma, se depositarão dejetos orgânicos e inorgânicos no fundo da piscina dando um aspecto ruim e favorecendo o desenvolvimento de algas e outros organismos patogênicos (causadores de doenças) por meio do fornecimento de nutrientes e alimentos a esses seres vivos.

IMG_7465295

piscina-facil-manutencao-limpeza-piscina-coletiva3

Um tratamento ideal e equilibrado

Por fim, devemos entender que para se ter uma piscina saudável e com água cristalina, além de se possuir um conjunto de bomba e filtro com funcionamento adequado, todos os processos de limpeza física e química devem estar sendo realizados de forma correta e frequente. A limpeza física não pode ser substituída pela aplicação exagerada de produtos químicos, porém, um correto tratamento físico minimiza a aplicação de produtos químicos – sobretudo o cloro – ainda que jamais eliminará sua aplicação por completo.


Curso Básico
de Manutenção de Piscinas

Disponível em todo Brasil.


Ainda ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo que teremos prazer em respondê-lo!


Serviços de
  • manutenção
  • limpeza
  • reforma
  • construção
  • aquecimento
  • guarda-vidas
de piscinas.